Sono II

Mais uma vez me pego sentindo falta das corujas, mais uma vez me pego sentindo falta de alguma coisa que não está aqui.

Como um movimento marinho o sono vai e vem, mas nunca parece ser forte o suficiente. Também mimetiso o mar dentro de mim com meus sonhos quebrando nas encostas, na vã esperança que se transformem em vaidades (ou seriam verdades?).

O despertar parece tão longe agora… nem sei se realmente o desejo.

Gostaria de dormir por um pouco mais, mas “será que é tão difícil amanhecer”?

Anúncios

~ por Olethros em 05/02/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: